Edited, memorised or added to reading list

on 07-Oct-2017 (Sat)

Do you want BuboFlash to help you learning these things? Click here to log in or create user.

Flashcard 1614965771532

Tags
#excel
Question
Como hago una vista personalizada?
Answer
Le picas en VER --------> Vista personalizada


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill






Ora, se aqueles que entre nós, tem a reputação de ser superiores aos demais, pela sabedoria, pela coragem, ou por qualquer outro mérito procedessem de tal modo, seria bem feito. Freqüentemente já notei essa atitude, quando são elas julgadas, em pessoas que, malgrado a reputação de homens de valor que tem, se entregam a extraordinárias manifestações, inspiradas pela idéia de que será coisa terrível ter de morrer: como se, no caso em que vós não o mandásseis à morte, devessem eles ser imortais. São esses homens que, a meu ver, cobrem a cidade de vergonha

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




Cai por falta, não de raciocínios, mas de audácia e imprudência, e não por querer dizer-vos coisas tais que vos teria sido gratíssimas de ouvir, choramingando, lamentando e fazendo e dizendo muitas outras coisas indignas, as quais, certo, estais habituados a ouvir de outros. Mas, nem mesmo agora, na hora do perigo, eu faria nada de inconveniente, nem mesmo agora me arrependo de me ter defendido como o fiz, antes prefiro mesmo morrer, tendo-me defendido desse modo, a viver daquele outro. Nem nos tribunais, nem no campo, nem a mim, nem a ninguém convém tentar todos os meios para fugir à morte.

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




Com certeza aqueles de lá mandam a morte por isso, porque além do mais, são mais felizes do que os de cá, mesmo porque são imortais, se é que o que se diz é verdade

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




Mas, já é hora de irmos: eu para a morte, e vós para viverdes. Mas, quem vai para melhor sorte, isso é segredo, exceto para deus.

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




Sócrates elogia a morte, destacando o desconhecimento que o homem tem de sua real natureza, com duas hipóteses:

- morte é uma noite de sono sem sonhos e sentidos
- simples passagem para um outro mundo

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

Apologia de Sócrates – Wikipédia, a enciclopédia livre
lara ter sido condenado pela falta de pudor, mas não pela falta de argumentos e afirma que não se arrepende da sua defesa, pois os que o condenam serão condenados mais tarde. Àqueles que votaram favoravelmente, diz serem justos como juízes. <span>E pronuncia um discurso elogioso sobre a morte, destacando o desconhecimento que o homem tem de sua real natureza, e elencando as duas hipóteses: a da morte ser uma noite de sono sem sonhos e uma ausência de sentidos ou uma simples passagem para um outro mundo, regozijando-se com ambas. E termina, indicando a necessidade de encerrar sua defesa: "Mas já é hora de nos retirarmos, eu, para morrer, e vós para viverdes. Entre vós e mim, quem está melhor? Isso é o que




Flashcard 1704679050508

Tags
#filosofia #platão
Question
[...] elogia a morte, destacando o desconhecimento que o homem tem de sua real natureza, com duas hipóteses:

- morte é uma noite de sono sem sonhos e sentidos
- simples passagem para um outro mundo
Answer
Sócrates


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
Sócrates elogia a morte, destacando o desconhecimento que o homem tem de sua real natureza, com duas hipóteses: - morte é uma noite de sono sem sonhos e sentidos - simples passag

Original toplevel document

Apologia de Sócrates – Wikipédia, a enciclopédia livre
lara ter sido condenado pela falta de pudor, mas não pela falta de argumentos e afirma que não se arrepende da sua defesa, pois os que o condenam serão condenados mais tarde. Àqueles que votaram favoravelmente, diz serem justos como juízes. <span>E pronuncia um discurso elogioso sobre a morte, destacando o desconhecimento que o homem tem de sua real natureza, e elencando as duas hipóteses: a da morte ser uma noite de sono sem sonhos e uma ausência de sentidos ou uma simples passagem para um outro mundo, regozijando-se com ambas. E termina, indicando a necessidade de encerrar sua defesa: "Mas já é hora de nos retirarmos, eu, para morrer, e vós para viverdes. Entre vós e mim, quem está melhor? Isso é o que







Flashcard 1704680885516

Tags
#filosofia #platão
Question
Sócrates elogia a morte, destacando o desconhecimento que o homem tem de sua real natureza, com duas hipóteses:

- morte é uma noite de sono sem [...] e [...]
- simples passagem para um outro mundo
Answer
sonhos
sentidos


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
Sócrates elogia a morte, destacando o desconhecimento que o homem tem de sua real natureza, com duas hipóteses: - morte é uma noite de sono sem sonhos e sentidos - simples passagem para um outro mundo

Original toplevel document

Apologia de Sócrates – Wikipédia, a enciclopédia livre
lara ter sido condenado pela falta de pudor, mas não pela falta de argumentos e afirma que não se arrepende da sua defesa, pois os que o condenam serão condenados mais tarde. Àqueles que votaram favoravelmente, diz serem justos como juízes. <span>E pronuncia um discurso elogioso sobre a morte, destacando o desconhecimento que o homem tem de sua real natureza, e elencando as duas hipóteses: a da morte ser uma noite de sono sem sonhos e uma ausência de sentidos ou uma simples passagem para um outro mundo, regozijando-se com ambas. E termina, indicando a necessidade de encerrar sua defesa: "Mas já é hora de nos retirarmos, eu, para morrer, e vós para viverdes. Entre vós e mim, quem está melhor? Isso é o que







Flashcard 1704683769100

Tags
#filosofia #platão
Question
Sócrates elogia a morte, destacando o desconhecimento que o homem tem de sua real natureza, com duas hipóteses:

- morte é uma noite de sono sem sonhos e sentidos
- simples passagem para [...]
Answer
um outro mundo


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
Sócrates elogia a morte, destacando o desconhecimento que o homem tem de sua real natureza, com duas hipóteses: - morte é uma noite de sono sem sonhos e sentidos - simples passagem para um outro mundo

Original toplevel document

Apologia de Sócrates – Wikipédia, a enciclopédia livre
lara ter sido condenado pela falta de pudor, mas não pela falta de argumentos e afirma que não se arrepende da sua defesa, pois os que o condenam serão condenados mais tarde. Àqueles que votaram favoravelmente, diz serem justos como juízes. <span>E pronuncia um discurso elogioso sobre a morte, destacando o desconhecimento que o homem tem de sua real natureza, e elencando as duas hipóteses: a da morte ser uma noite de sono sem sonhos e uma ausência de sentidos ou uma simples passagem para um outro mundo, regozijando-se com ambas. E termina, indicando a necessidade de encerrar sua defesa: "Mas já é hora de nos retirarmos, eu, para morrer, e vós para viverdes. Entre vós e mim, quem está melhor? Isso é o que







Flashcard 1704687439116

Tags
#filosofia #platão
Question
Em Apologia de Sócrates, o mesmo faz sua defesa sobre quais 3 acusações?
Answer
Corromper a juventude
Não acreditar nos deuses
Criar novos deuses


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill
Apologia de Sócrates – Wikipédia, a enciclopédia livre
as acusações que lhe foram movidas pelo jovem Meleto; a Apologia, com a descrição do processo; o Críton, com a visita de seu amigo mais querido ao cárcere; o Fédon, com os últimos instantes de vida e o discurso sobre a imortalidade da alma. <span>Em Apologia de Sócrates, o mesmo faz sua defesa sobre as acusações de "corromper a juventude, não acreditar nos deuses e criar a nova Deidade". Síntese da obra[editar | editar código-fonte] Sócrates começa a sua defesa advertindo que a verdade era mais inteligente do que os sabios, ao mesmo tempo, afirmando que seus acusado







é bom nem honroso cometê-la, como tantas vezes no passado conviemos? e é o que acabamos de repetir. Porventura, todas aquelas nossas convenções de antes se entornaram nestes poucos dias e, durante tanto tempo, Critão, velhos como somos, em nossos graves entretenimentos não nos demos conta de que nada diferíamos das crianças? Ou, sem dúvida alguma é como dizíamos, quer o admita a m ultidão, quer não? Mais: ainda que tenhamos de experimentar mom entos quer ainda mais dolorosos, quer mais suaves, o procedimento injusto, em qualquer hipóteses, não é sempre, para quem o tem, um mal e uma vergonha? Afirmamos isso ou não?

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




Sócrates- Em suma, não devemos retribuir a injustiça, nem fazer mal a pessoa alguma, seja qual for o m al que ela nos cause.

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




Fedão - De forma alguma; vários estiveram presentes; em grande número, mesmo. Equécrates - Então, procura contar-nos com a m aior exatidão possível como tudo se passou, no caso de dispores de folga. Fedão - Disponho, sim, e vou tentar expor-vos o que se deu. Para mim, nada é tão agradável como recordar- me de Sócrates, ou seja quando falo nele, ou quando ouço alguém falar a seu respeito. Equécrates - Pois podes ter a certeza, Fedão, de que teus ouvintes estão nessas mesmas condições. Esforça-te, portanto, para contar o caso com todas as minúcias. Fedão - Era por demais estranho o que eu sentia junto dele. Não podia lastimá-lo, como o faria perto de um ente querido no transe derradeiro. O homem me parecia felicíssimo, Equécrates, tanto nos gestos como nas palavras, reflexo exato da intrepidez e da nobreza com que se despedia da vida

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs