Edited, memorised or added to reading list

on 24-Oct-2017 (Tue)

Do you want BuboFlash to help you learning these things? Click here to log in or create user.

Flashcard 1644500749580

Tags
#reading-8-statistical-concepts-and-market-returns
Question

[...] is most appropriate as a risk measure for portfolio strategies with approximately symmetric return distributions.

Answer
Standard deviation


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill






Flashcard 1706419424524

Tags
#analyst-notes #cfa-level-1 #fra-introduction #reading-22-financial-statement-analysis-intro #study-session-7
Question
Who is responsible for the form and content of a company's Financial statements?

Answer
management


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
Financial statements are issued by management, who is responsible for their form and content.

Original toplevel document

Subject 1. The Roles of Financial Reporting and Financial Statement Analysis
The role of financial reporting is to provide information about a company's financial position and performance for use by parties both internal and external to the company. Financial statements are issued by management, who is responsible for their form and content. The role of financial statement analysis, on the other hand, is to take these financial statements and other information to evaluate the company's past, current, and prosp







O Pensador é uma das mais famosas esculturas de bronze do escultor francês Auguste Rodin. Retrata um homem em meditação soberba, lutando com uma poderosa força interna.

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

O Pensador – Wikipédia, a enciclopédia livre
, conforme o livro de estilo. Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico) O Pensador Le Penseur [imagelink] Autor Auguste Rodin Data 1904 Técnica Escultura em bronze Altura 186 Localização Museu Rodin, Paris, França <span>O Pensador (francês: Le Penseur) é uma das mais famosas esculturas de bronze do escultor francês Auguste Rodin. Retrata um homem em meditação soberba, lutando com uma poderosa força interna. Originalmente chamado de O Poeta, a peça era parte de uma comissão do Museu de Arte Decorativa em Paris para criar um portal monumental baseada na Divina Comédia, de Dante Alighieri.




Flashcard 1706526641420

Tags
#filosofia #wiki
Question
[...] é uma das mais famosas esculturas de bronze do escultor francês Auguste Rodin. Retrata um homem em meditação soberba, lutando com uma poderosa força interna.
Answer
O Pensador


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
O Pensador é uma das mais famosas esculturas de bronze do escultor francês Auguste Rodin. Retrata um homem em meditação soberba, lutando com uma poderosa força interna.

Original toplevel document

O Pensador – Wikipédia, a enciclopédia livre
, conforme o livro de estilo. Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico) O Pensador Le Penseur [imagelink] Autor Auguste Rodin Data 1904 Técnica Escultura em bronze Altura 186 Localização Museu Rodin, Paris, França <span>O Pensador (francês: Le Penseur) é uma das mais famosas esculturas de bronze do escultor francês Auguste Rodin. Retrata um homem em meditação soberba, lutando com uma poderosa força interna. Originalmente chamado de O Poeta, a peça era parte de uma comissão do Museu de Arte Decorativa em Paris para criar um portal monumental baseada na Divina Comédia, de Dante Alighieri.







Flashcard 1706529000716

Tags
#filosofia #wiki
Question
O Pensador é uma das mais famosas esculturas de bronze do escultor francês [...] Retrata um homem em meditação soberba, lutando com uma poderosa força interna.
Answer


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
O Pensador é uma das mais famosas esculturas de bronze do escultor francês Auguste Rodin. Retrata um homem em meditação soberba, lutando com uma poderosa força interna.

Original toplevel document

O Pensador – Wikipédia, a enciclopédia livre
, conforme o livro de estilo. Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico) O Pensador Le Penseur [imagelink] Autor Auguste Rodin Data 1904 Técnica Escultura em bronze Altura 186 Localização Museu Rodin, Paris, França <span>O Pensador (francês: Le Penseur) é uma das mais famosas esculturas de bronze do escultor francês Auguste Rodin. Retrata um homem em meditação soberba, lutando com uma poderosa força interna. Originalmente chamado de O Poeta, a peça era parte de uma comissão do Museu de Arte Decorativa em Paris para criar um portal monumental baseada na Divina Comédia, de Dante Alighieri.







Diotima de Mantinea é uma filósofa e sacerdotisa grega com um papel importante no Banquete de Platão.

A filosofia de Diotima está na origem do conceito platônico de amor.

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

Diotima de Mantineia – Wikipédia, a enciclopédia livre
ção, pesquisa Diotima de Mantineia Pré-socráticos Nome completo Διοτίμα Data de nascimento: Não disponível Local: Não disponível Trabalhos notáveis Papel relevante no 'Banquete (Symposion) de Platão. Foi influenciado: Platão <span>Diotima de Mantinea (em grego antigo: Διοτίμα) é uma filósofa e sacerdotisa grega com um papel importante no Banquete (Symposion) de Platão. A filosofia de Diotima está na origem do conceito platônico de amor. A única fonte sobre ela é o próprio Platão e por isso não é possível assegurar se era uma personagem ou alguém que de fato tenha existido. Entretanto, praticamente todos os personagens




Flashcard 1706536078604

Tags
#filosofia #platão #wiki
Question

[...] de Mantinea é uma filósofa e sacerdotisa grega com um papel importante no Banquete de Platão.

A filosofia de Diotima está na origem do conceito platônico de amor.

Answer
Diotima


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
Diotima de Mantinea é uma filósofa e sacerdotisa grega com um papel importante no Banquete de Platão. A filosofia de Diotima está na origem do conceito platônico de amor. </s

Original toplevel document

Diotima de Mantineia – Wikipédia, a enciclopédia livre
ção, pesquisa Diotima de Mantineia Pré-socráticos Nome completo Διοτίμα Data de nascimento: Não disponível Local: Não disponível Trabalhos notáveis Papel relevante no 'Banquete (Symposion) de Platão. Foi influenciado: Platão <span>Diotima de Mantinea (em grego antigo: Διοτίμα) é uma filósofa e sacerdotisa grega com um papel importante no Banquete (Symposion) de Platão. A filosofia de Diotima está na origem do conceito platônico de amor. A única fonte sobre ela é o próprio Platão e por isso não é possível assegurar se era uma personagem ou alguém que de fato tenha existido. Entretanto, praticamente todos os personagens







Flashcard 1706538437900

Question

Diotima de Mantinea é uma [...] e [...] com um papel importante no [obra] de Platão.

A filosofia de Diotima está na origem do conceito platônico de [...] .


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
Diotima de Mantinea é uma filósofa e sacerdotisa grega com um papel importante no Banquete de Platão. A filosofia de Diotima está na origem do conceito platônico de amor.

Original toplevel document

Diotima de Mantineia – Wikipédia, a enciclopédia livre
ção, pesquisa Diotima de Mantineia Pré-socráticos Nome completo Διοτίμα Data de nascimento: Não disponível Local: Não disponível Trabalhos notáveis Papel relevante no 'Banquete (Symposion) de Platão. Foi influenciado: Platão <span>Diotima de Mantinea (em grego antigo: Διοτίμα) é uma filósofa e sacerdotisa grega com um papel importante no Banquete (Symposion) de Platão. A filosofia de Diotima está na origem do conceito platônico de amor. A única fonte sobre ela é o próprio Platão e por isso não é possível assegurar se era uma personagem ou alguém que de fato tenha existido. Entretanto, praticamente todos os personagens







#filosofia #o-banquete #platão
começar quando jovem por dirigir-se aos belos corpos, e em primeiro lugar, se corretamente o dirige o seu dirigente, deve ele amar um só corpo e então gerar belos discursos; depois deve ele compreender que a beleza em qualquer corpo é irmã da que está em qualquer outro, e que, se se deve procurar o belo na forma, muita tolice seria não considerar uma só e a mesma a beleza em todos os corpos; e depois de entender isso, deve ele fazer-se amante de todos os belos corpos e largar esse amor violento de um só, após desprezá-lo e considerá-lo mesquinho; depois disso a beleza que está nas almas deve ele considerar mais preciosa que a do corpo, de modo que, mesmo se alguém de uma alma gentil tenha todavia um escasso encanto, contente-se ele, ame e se interesse, e produza e procure discursos tais que tornem melhores os jovens; para que então seja obrigado a contemplar o belo nos ofícios e nas leis, e a ver assim que todo ele tem um parentesco comum, e julgue enfim de pouca monta o belo no corpo; depois dos ofícios é para as ciências que é preciso transportá-lo, a fim de que veja também a beleza das ciências, e olhando para o belo já muito, sem mais amar como um doméstico a beleza individual de um criançola, de um homem ou de um só costume, não seja ele, nessa escravidão, miserável e um mesquinho discursador, mas voltado ao vasto oceano do belo e, contemplando-o, muitos discursos belos e magníficos ele produza, e reflexões, em inesgotável amor à sabedoria, até que aí robustecido e crescido contemple ele uma certa ciência, única, tal que o seu objeto é o belo seguinte.

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#filosofia #o-banquete #platão
Eis, com efeito, em que consiste o proceder corretamente nos caminhos do amor ou por outro se deixar conduzir: em começar do que aqui é belo e, em vista daquele belo, subir sempre, como que servindo-se de degraus, de um só para dois e de dois para todos os belos corpos, e dos belos corpos para os belos ofícios, e dos ofícios para as belas ciências até que das ciências acabe naquela ciência, que de nada mais é senão daquele próprio belo, e conheça enfim o que em si é belo.

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#filosofia #o-banquete #platão
Sócrates embriagado nenhum homem há que o tenha visto. E disso, parece-me, logo teremos a prova. Também quanto à resistência ao inverno - terríveis são os invernos ali - entre outras façanhas extraordinárias que fazia, uma vez, durante uma geada das mais terríveis, quando todos ou evitavam sair ou, se alguém saía, era envolto em quanta roupagem estranha, e amarrados os pés em feltros e peles de carneiro, este homem, em tais circunstâncias, saía com um manta do mesmo tipo que antes costumava trazer, e descalço sobre o gelo marchava mais à vontade que os outros calçados

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




[unknown IMAGE 1706550496524]
#has-images #redes #tcp-ip

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#redes #tcp-ip
BOOTP (BOOTSTRAP PROTOCOL). En lugar de utilizar el protocolo ARP, una máquina que acaba de ponerse en funcionamiento por primera vez, puede utilizar el protocolo bootstrap para obtener la dirección IP y información sobre su sector de arranque. Este método tiene algunas ventajas respecto al del protocolo ARP

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#gestion-it #riesgos
Activos: Los Activos del Dominio, "recursos del sistema de información o relacionados con éste, necesarios para que la organización funcione correctamente y alcance los objetivos propuestos por su dirección" se pueden así estructurar en 5 categorías: a) El entorno del Sistema de Información necesario para su funcionamiento: instalación física, infraestructura de comunicaciones y otras, suministros, personal operacional o desarrollador de aplicaciones. b) El sistema de información (hardware, redes propias, software básico, aplicaciones) 3. La propia información 4. Las funcionalidades de la organización que justifican y dan finalidad a la existencia de los Sistemas de Información, incluido el personal usuario o los objetivos propuestos por la dirección. 5. Otros Activos (por ejemplo la credibilidad de una persona jurídica o física, su intimidad, la imagen...). A su vez, cada activo (o bien conjunto homogéneo de activos, o bien el dominio en estudio) se caracteriza por su estado en materia de seguridad; estado que se concreta estimando los niveles de 4 subestados de autenticación, confidencialidad, integridad, disponibilidad (A-C-I-D), que MAGERIT define. El fallo de un Activo de una categoría o nivel' pueden generar 'cadenas' de fallos en otros niveles. Así, fallos en Activos del Entorno provocarían otros fallos en el Sistema de Información; éstos inciden en fallos de la Información, que soporta las funcionalidades de la organización y ésas condicionan los otros activos

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#gestion-it #riesgos
Amenazas: Se definen como "los eventos que pueden desencadenar un incidente en la organización, produciendo daños materiales o pérdidas inmateriales en sus activos". Las Amenazas se pueden materializar y transformarse en agresiones. MAGERIT ve las Amenazas bajo un enfoque dinámico, o sea como acciones capaces de modificar el 'Estado de seguridad' del Activo amenazable; acciones de tipo 'evento', pues hay otras de tipo 'decisión' humana.

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#gestion-it #riesgos
Vulnerabilidad: Definida como la "ocurrencia real de materialización de una Amenaza sobre un Activo", la Vulnerabilidad es una propiedad de la relación entre un Activo y una Amenaza. Ejerce entre ambos una función de 'mediación' en el cambio del 'estado de seguridad' del Activo; siendo también el mecanismo de paso desde la Amenaza a la Agresión materializada. La Vulnerabilidad tiene así dos aspectos: el estático, ligado a la función (forma parte del 'estado de seguridad' del Activo); y el dinámico, ligado al mecanismo (convierte la Amenaza en agresión). El término Vulnerabilidad cubre dos acepciones distintas: Vulnerabilidad intrínseca del Activo respecto al tipo de Amenaza y Vulnerabilidad efectiva, que tiene también en cuenta las Salvaguardas aplicadas en cada momento. La intrínseca puede descomponerse en la posibilidad de ocurrencia de la Amenaza independiente del Activo amenazado (por ejemplo la probabilidad de desbordamiento de un río determinado) y la Accesibilidad de la Amenaza al Dominio, sea física (por ejemplo la su proximidad a ese río) o bien lógica.

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#gestion-it #riesgos
Impacto: Se define como "daño producido a la organización por un posible incidente" y es el resultado de la Agresión sobre el Activo, o visto de manera más dinámica, "la diferencia en las estimaciones de los estados de seguridad obtenidas antes y después del evento". MAGERIT clasifica los Impactos sobre los Activos a partir de sus consecuencias: o Pérdidas bien Cualitativas; por reducción de subestados de seguridad. El Impacto puede ser cuantitativo (si representa Pérdidas cuantitativas monetarizables directas o indirectas); cualitativo con pérdidas orgánicas (por ejemplo, de fondo de comercio, daño de personas); y cualitativo con pérdidas funcionales (o de los subestados de seguridad)

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#gestion-it #riesgos
Riesgo: Se ha definido como la "Posibilidad de que se produzca un impacto dado en la organización". Su importancia como resultado de todo el Análisis organizado sobre los Elementos anteriores (activos, amenazas, vulnerabilidades e impactos) queda velada por su apariencia como Indicador resultante de la combinación de la Vulnerabilidad y el Impacto que procede de la Amenaza actuante sobre el Activo. Este riesgo calculado permite tomar decisiones racionales para cumplir el objetivo de seguridad de la organización. Para dar soporte a dichas decisiones, el riesgo calculado se compara con el umbral de riesgo, un nivel determinado con ayuda de la política de seguridad de la Organización. Un riesgo calculado superior al umbral implica una decisión de reducción de riesgo. Un riesgo calculado inferior al umbral queda como un riesgo residual que se considera asumible

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#gestion-it #riesgos
Función o Servicio de salvaguarda, mecanismo de salvaguarda. Para reducir el riesgo se necesita la implantación de Salvaguardas existentes o la incorporación de otras nuevas. MAGERIT distingue entre la Organización abstracta llamada Función o Servicio de Salvaguarda y la Organización concreta llamada Mecanismo de Salvaguarda. Se define la función o servicio de salvaguarda como "reducción del riesgo"; y el mecanismo de salvaguarda como "dispositivo, físico o lógico, capaz de reducir el riesgo". Una Función o Servicio de Salvaguarda es así una acción para reducir un Riesgo de tipo actuación u omisión (es una acción fruto de una decisión, no de tipo evento).

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




Flashcard 1706567535884

Question
The scribes could turn their lack of technique into an advantage by striving for elegance and simplicity. In addition they prided themselves on not subjecting poetry to a specific purpose - praise or blame - but practicing it as [...].
Answer
pure art


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
ribes could turn their lack of technique into an advantage by striving for elegance and simplicity. In addition they prided themselves on not subjecting poetry to a specific purpose - praise or blame - but practicing it as <span>pure art.<span><body><html>

Original toplevel document (pdf)

cannot see any pdfs







#contabilidade #contabilidade-pública
Identificador do resultado primário é a diferença entre as despesas e as receitas fiscais

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




Flashcard 1708278549772

Tags
#contabilidade #contabilidade-pública
Question
Identificador do resultado [...] é a diferença entre as despesas e as receitas fiscais
Answer
primário


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
Identificador do resultado primário é a diferença entre as despesas e as receitas fiscais

Original toplevel document (pdf)

cannot see any pdfs







Flashcard 1708280122636

Tags
#contabilidade #contabilidade-pública
Question
Identificador do resultado primário é a diferença entre as despesas e as receitas [tipo]
Answer
fiscais


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
Identificador do resultado primário é a diferença entre as despesas e as receitas fiscais

Original toplevel document (pdf)

cannot see any pdfs







#economia #mises
O que era necessário para cons- truir a sociedade ideal, pensavam eles, eram bons princípios e cidadãos virtuosos. Com homens honrados, qualquer utopia podia ser realizada.

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#economia #mises
Praxeologia:Ciência ou teoria geral da ação humana. Mises definiu ação como “manifestação da vontade humana”: ação como sendo um “comportamento propositado”. Busca conhecimento que seja válido sempre que as condições correspondam exatamente àquelas consideradas na hipótese teórica. Sua afirmação e sua proposição não decorrem da experiência: antecedem qualquer compreensão dos fatos históricos.

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#economia #mises
Cataláxia – a teoria das relações de troca e dos preços.
Analisa todas as ações baseadas no cálculo monetário e rastreia a formulação de preços até a sua origem, ou seja, até o momento em que o homem fez sua escolha.
Explica os preços de mercado como são e não como deveriam ser. As leis da cataláxia não são julgamentos de valor; são exatas, objetivas e de validade universal

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#economia #mises
a economia toma-se uma parte – embora até agora a parte elabo- rada – de uma ciência mais universal: a praxeologia.

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#economia #mises
A Escola Historicista Alemã sustentava que a história é a única fonte de conhecimento sobre a ação humana e sobre assuntos econômicos, e que só no estudo dos dados e estatísticas históricas a economia poderia formular suas leis e teorias.

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#economia #mises
O polilo- gismo e o irracionalismo atacam a praxeologia e a economia. Embora suas afirmações sejam feitas de maneira geral, referindo-se a todos os ramos do conhecimento, na realidade visam às ciências relativas à ação humana. Afirmam ser uma ilusão acreditar que a pesquisa científica pode produzir resultados válidos para gente de todas as épocas, raças e classes sociais, e se comprazem em depreciar certas teorias físicas e biológicas como burguesas ou ocidentais

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#economia #mises
A tecnologia da União Soviética utiliza sem escrúpulos todos os resultados da física, química e biologia burguesa. Os físicos e engenheiros nazistas não despreza- ram a utilização de teorias, descobertas e invenções das raças e nações “inferiores”. O comportamento dos povos de todas as raças, religiões, nações, grupos linguísticos ou classes sociais demonstra claramente que eles não endossam as doutrinas do polilogismo e do irracionalis- mo no que concerne à matemática, à lógica e às ciências naturais.

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




#economia #mises
trezentos anos e a aplicação prática desses resultados foi o que deu origem a uma melhoria, sem precedentes, no padrão de vida em geral. Mas, dizem esses críticos, as ciências sociais falharam com- pletamente no que diz respeito a tornar mais satisfatórias as condi- ções sociais. Não eliminaram a miséria e a fome, crises econômicas e desemprego, guerra e tirania. São estéreis e não contribuíram para a promoção da liberdade e do bem estar geral

statusnot read reprioritisations
last reprioritisation on reading queue position [%]
started reading on finished reading on

pdf

cannot see any pdfs




Flashcard 1708297161996

Tags
#economia #mises
Question
[...]:Ciência ou teoria geral da ação humana. Mises definiu ação como “manifestação da vontade humana”: ação como sendo um “comportamento propositado”. Busca conhecimento que seja válido sempre que as condições correspondam exatamente àquelas consideradas na hipótese teórica. Sua afirmação e sua proposição não decorrem da experiência: antecedem qualquer compreensão dos fatos históricos.
Answer
Praxeologia


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
Praxeologia:Ciência ou teoria geral da ação humana. Mises definiu ação como “manifestação da vontade humana”: ação como sendo um “comportamento propositado”. Busca conhecimento que seja válido semp

Original toplevel document (pdf)

cannot see any pdfs







Flashcard 1708298734860

Tags
#economia #mises
Question
Praxeologia:Ciência ou teoria geral da [...] humana. Mises definiu [...] como “manifestação da vontade humana”: [...] como sendo um “comportamento propositado”. Busca conhecimento que seja válido sempre que as condições correspondam exatamente àquelas consideradas na hipótese teórica. Sua afirmação e sua proposição não decorrem da experiência: antecedem qualquer compreensão dos fatos históricos.
Answer
ação


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
Praxeologia:Ciência ou teoria geral da ação humana. Mises definiu ação como “manifestação da vontade humana”: ação como sendo um “comportamento propositado”. Busca conhecimento que seja válido sempre que as condições correspondam

Original toplevel document (pdf)

cannot see any pdfs







Flashcard 1708301880588

Tags
#economia #mises
Question
[...] – a teoria das relações de troca e dos preços.
Analisa todas as ações baseadas no cálculo monetário e rastreia a formulação de preços até a sua origem, ou seja, até o momento em que o homem fez sua escolha.
Explica os preços de mercado como são e não como deveriam ser. As leis da [...] não são julgamentos de valor; são exatas, objetivas e de validade universal
Answer
Cataláxia


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
Cataláxia – a teoria das relações de troca e dos preços. Analisa todas as ações baseadas no cálculo monetário e rastreia a formulação de preços até a sua origem, ou seja, até o momento em qu

Original toplevel document (pdf)

cannot see any pdfs







Flashcard 1708304239884

Tags
#economia #mises
Question
Cataláxia – a teoria das relações de [...] e dos [...] .
Answer
troca
preços


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
Cataláxia – a teoria das relações de troca e dos preços. Analisa todas as ações baseadas no cálculo monetário e rastreia a formulação de preços até a sua origem, ou seja, até o momento em que o homem fez sua escolha. E

Original toplevel document (pdf)

cannot see any pdfs







Flashcard 1708307385612

Tags
#economia #mises
Question
A Escola [...] Alemã sustentava que a [...] é a única fonte de conhecimento sobre a ação humana e sobre assuntos econômicos, e que só no estudo dos dados e estatísticas [...] a economia poderia formular suas leis e teorias.
Answer
Historicista
história
históricas


statusnot learnedmeasured difficulty37% [default]last interval [days]               
repetition number in this series0memorised on               scheduled repetition               
scheduled repetition interval               last repetition or drill

Parent (intermediate) annotation

Open it
A Escola Historicista Alemã sustentava que a história é a única fonte de conhecimento sobre a ação humana e sobre assuntos econômicos, e que só no estudo dos dados e estatísticas históricas a economia poderi

Original toplevel document (pdf)

cannot see any pdfs